Sete pessoas são feridas por agulhas no Parque do Povo

O Hospital de Trauma de Campina Grande atendeu, nas ultimas 48 horas, sete pessoas que afirmam terem sofrido ferimentos causados intencionalmente por furadas de agulha vindos de uma pessoa desconhecida, quando estavam no Parque do Povo.

As vítimas foram atendidas pela equipe médica e foi adotado procedimento padrão para prevenção de doenças infecciosas visando evitar infecções, principalmente pelos vírus Hepatite B e HIV.

A médica infectologista do hospital, Priscila de Sá, explicou que ainda não foi informado se a agulha usada nas agressões estava ou não contaminada. No entanto, a recomendação do setor de infectologia da unidade é que, apesar disso, devem seguir atendendo os pacientes.

“Nossa responsabilidade é proteger essas pessoas contra uma possível infecção, viabilizando o acesso às medicações para isso”, esclareceu.

A infectologista acrescenta que é baixo o risco de se contrair algum vírus da maneira como relataram as vítimas das agulhadas. O Hospital de Trauma de Campina Grande, nestes casos, fornece a medicação para as primeiras 48h. Depois, os pacientes são  encaminhados a um serviço da cidade onde pegarão outros remédios pelo tempo necessário para realizar a prevenção.

MaisPB