Sérgio Queiroz critica decreto que determina fechamento de Igrejas na Paraíba

O secretário de Modernização do Estado do Governo Federal, o paraibano Sérgio Queiroz, não poupou críticas ao decreto do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa em relação a determinação de fechar os templos religiosos.  “Isso é uma afronta aos Direitos Humanos e mostra que aos poucos estão querendo tolir o nosso direito de liberdade”, desabafou ele durante entrevista ao Programa Rede Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação.

Para Sergio Queiroz, o atual decreto dá a entender que as Igrejas são as responsáveis pelo aumento dos casos da Covid-19 na Paraíba. “Não concordamos em deixar bares e similares abertos e fechar os templos religiosos. Já conversei com o prefeito Cícero Lucena para que junto ao governador mude essa posição”, afirmou.

Sérgio Queiroz  disse ainda que os templos religiosos podem muito bem funcionar com capacidade de ate 20 , 30 ou até 50%. “ Temos condições de cumprir com todas as normas de segurança e de prevenção que as autoridade de saúde determinam como o uso do álcool em gel, da máscara e mantendo o distanciamento social”, finalizou.

Mais Bayeux com Secom PB