Policial que atuava no Gaeco do Ministério Público da PB morre por complicações da Covid-19

O policial civil paraibano Evandro Félix, de 48 anos, morreu na quarta-feira (7) por complicações causadas pela Covid-19. Desde 2010, ele estava à disposição do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e atuava como chefe do Setor de Análises do órgão.

“É difícil dimensionar tamanha perda, pois ele era um dos pilares do Gaeco, uma pessoa gentil, humilde e de coração enorme. Seu senso de dever e responsabilidade são o legado para nós que dividimos com ele tantas ações”, afirmou o promotor de Justiça e coordenador do Gaeco, Octávio Paulo Neto.

O procurador-geral Francisco Seráphico declarou luto oficial no MPPB por três dias. “Estamos muito consternados com a partida precoce de Evandro e esperamos que sua família receba conforto neste momento de extrema tristeza”, disse Seráphico.

Mais Bayeux com G1