Pesquisa constata redução de cinco centavos no menor preço da gasolina, em João Pessoa

O menor preço da gasolina reduziu cerca de cinco centavos em uma semana e está sendo encontrada a R$ 5,19 (Triunfo – Torre). Segundo a pesquisa comparativa para combustíveis realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), realizada na quarta-feira (9), na pesquisa anterior, realizada no dia 2 de junho, a gasolina havia sido encontrada por R$ 5,24, no menor preço.

De acordo com o levantamento, o maior preço saiu de R$ 5,54 para R$ 5,59, nos postos São Severino (Castelo Branco), JR (Manaíra) e Pichilau Gauchinha (Distrito Industrial e Big Tambaú). A pesquisa também constatou que o preço da gasolina aumentou em 26 postos, reduziu em 15 e se manteve em 68 em relação ao levantamento anterior.

Nos 110 postos que estão em atividade na Capital, a pesquisa do Procon-JP constatou que a maior média de variação para pagamento à vista permanece no preço do álcool, 22,1%, com a gasolina comum mantendo a menor, 7,7%.

Preço do álcool

O menor preço do álcool sofreu uma queda mais significativa em relação à pesquisa da semana passada, caindo de R$ 4,46 para R$ 4,29, no posto Setta (Alto do Mateus), com o maior apresentando alta, indo de R$ 5,32 para 5,52, no posto São Severino (Castelo Branco). O preço do etanol sofreu elevação em 39 estabelecimentos, se manteve em 64, e reduziu em três locais, se considerarmos a pesquisa do início do mês.

 

Preço do diesel S10

Já o diesel S10 mantém o menor preço há duas semanas: R$ 4,29, no posto Triunfo (Torre), Sim (Água Fria), Ale (Geisel) e Auto Posto ( Valentina), o mesmo ocorrendo com o maior: R$ 4,78, no Posto (Jardim Cidade Universitária). O produto aumentou em 11 estabelecimentos, reduziu em seis e se manteve em 83 estabelecimentos.

Preço do Gás Natural Veicular (GNV)

O menor e maior preços do Gás Natural Veicular (GNV) continuam o mesmo desde o início de maio, quando subiu para R$ 3,97 e R$ 4,49, respectivamente. Em relação à pesquisa anterior, nenhum revendedor aumentou o preço do produto, um reduziu e 11 mantiveram.

O Procon-JP autuou 11 postos revendedores do GNV, na última pesquisa, por aumento considerado abusivo e praticado antes do repasse por parte das distribuidoras. O secretário Rougger Guerra explicou que os 13 postos que comercializam o produto aumentaram o preço, com o menor subindo 71 centavos se comparado ao levantamento anterior e o maior aumentando 58 centavos. “Vamos continuar monitorando os preços dos combustíveis para garantir que não haja abusos. Quem praticar irregularidades sofrerá as sanções previstas em lei”, disse.

Fonte: G1