MP apura denúncia de supostas irregularidades no enterro de pessoas que morreram de Covid-19, em Campina Grande

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio da Promotoria de Meio Ambiente e Patrimônio Social de Campina Grande, instaurou um inquérito civil público para investigar a denúncia de possíveis irregularidades cometidas em enterros de pessoas de morreram de Covid-19, em um cemitério localizado na cidade. A portaria do procedimento foi publicada na quarta-feira (24).

De acordo com o promotor José Eulampio Duarte, a denúncia é de que os corpos estariam sendo sepultados próximos a uma área residencial, sem o cumprimento de protocolos sanitários e a adoção de medida preventivas à infecção pelo novo coronavírus.

O promotor informou, ainda, que pediu esclarecimentos à prefeitura de Campina Grande, junto com uma fiscalização no local, para verificar se existem provas sobre as supostas irregularidades. O órgão aguarda o retorno do município para dar andamento à investigação.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que a pasta é responsável por elaborar as diretrizes para a realização dos procedimentos de sepultamento, ficando a cargo da administração dos cemitérios e das agências de serviço funerário o atendimento às exigências.

O protocolo elaborado na cidade estabelece o uso de equipamentos de proteção individua (EPIs) por parte de coveiros e agentes, o isolamento do corpo e a realização de velórios no menor tempo possível e com o menor número de pessoas.

 

Informou também que vai avaliar a denúncia.

G1