Luiz Antonio foi ouvido hoje na Câmara de Bayeux em processo que pede sua cassação

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Antonio (PSDB), foi ouvido hoje pelos vereadores da cidade em mais um processo que pede a cassação dele.

O interrogatório foi mais uma fase da investigação legislativa que investiga se o prefeito interino do município teria praticado crime ao supostamente pedir propina a um empresário da cidade de Santa Rita.

Luiz Antônio foi gravado pedindo R$ 100 mil ao empresário, no dia anterior à prisão do prefeito afastado Berg Lima (sem partido). No vídeo, o então vice-prefeito de Bayeux disse que o dinheiro serviria para pagar “o cabra da fita”.

Durante a audiência, hoje, ele negou as acusações e disse que o conteúdo do diálogo gravado em vídeo com o empresário se trata de “blefe” e que nada do que dissera pode ser considerado real.

Ontem os vereadores concluíram o interrogatório das testemunhas de defesa e de acusação. O deputado Ruy Carneiro, que foi arrolado como testemunha de defesa do prefeito interino, não compareceu à sessão. O promotor Otávio Paulo Neto também havia sido convidado para testemunhar em favor do prefeito, porém se recusou a comparecer à Câmara.

Agora a defesa do prefeito Luiz Antônio tem um prazo de cinco dias para entregar as alegações finais do processo.

Mais Bayeux com Polêmica Paraíba