Lojistas da Paraíba emitem nota conjunta em favor da abertura do setor: “Estamos no limite” – LEIA NA ÍNTEGRA

Com a iminente possibilidade da renovação do decreto estadual com medidas restritivas na luta contra a Covid-19, previsto para acontecer neste fim de semana, os presidentes da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FDCL) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da Paraíba lançaram nesta sexta-feira (2) uma nota conjunta alertado para os danos que o fechamento do comércio tem trazido para o setor.

“O movimento lojista paraibano já não mais suporta medidas restritivas que desembocam no fechamento da atividade empresarial de seus associados. Estamos no limite!”, começa o texto.

Segundo os representantes, “o comércio fechado repercute diretamente em desemprego e na diminuição do
consumo e no enfraquecimento da economia” e diz que o principal objetivo do setor é salvar vidas.

“Não há dicotomia entre economia e saúde! Elas caminham juntas e têm de caminhar juntas, de modo que o que defendemos é o direito de funcionar mediante o cumprimento dos protocolos de biossegurança, respeitando as vidas e defendendo o sagrado direito da nossa subsistência e de nossos colaboradores, pois não se sabe quando esta pandemia irá acabar, não sendo razoável cogitar que a qualquer momento poderemos fechar novamente. Precisamos de ajuda, de apoio e de uma política econômica que deem condições das empresas sobreviverem como um organismo vivo que de fato é”, segue o texto.

No texto, os dirigentes sugerem a ampliação do horário de atendimento, algo semelhante ao que foi feito no horário de votação das eleições de 2020, para que houvesse cada vez menos acúmulo de pessoas nos estabelecimentos que estão abertos.

“Aliás, a lógica que deveria ser adotada não era de fechar o comércio, mas sim o de ampliar o horário de atendimento, como determinado pelo ministro Barroso ao estender o horário de votação nas últimas eleições”.

Um novo decreto de medidas restritivas deve ser anunciado até o próximo domingo (4), quando acaba o vigor do atual decreto em vigência no estado. Além desse decreto, uma Medida Provisória Editada pelo governo do estado antecipou para esta semana uma série de feriados, no intuito de diminuir a circulação de pessoas.

Fonte: Polemica PB