Hospital Pediátrico Unimed inova com painel que identifica tipos de vírus

Criança doente gera angústia para os pais. E, em tempos de pandemia, uma gripe ou resfriado pode causar ainda mais apreensão. Será covid-19? E se não for, qual vírus fez a criança adoecer?

 

Em busca dessas respostas, o Hospital Pediátrico Unimed está utilizando o Painel Viral, uma pesquisa epidemiológica, realizada em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que identifica 31 tipos de vírus causadores de síndromes gripais. Esse estudo evita o diagnóstico de que a criança está com uma virose sem especificar de qual vírus se trata.

Quando a criança dá entrada no Hospital Pediátrico com síndrome gripal, segue todo um protocolo. O primeiro exame realizado é o de covid-19. Confirmado que é um caso de infecção pelo coronavírus, há um protocolo a ser seguido de atendimento em área específica.

Caso seja descartada a covid, a amostra é encaminhada para a UFPB, onde é avaliada para 31 categorias de vírus respiratórios. O resultado para covid-19 sai em apenas 15 minutos. Nos demais casos, em até 48 horas.

Tratamento eficaz – A pediatra Alexandrina Lopes, diretora clínica e técnica do Hospital Pediátrico Unimed, reforçou que saber qual vírus específico adoeceu a criança é importante para que os médicos possam ser mais eficazes na medicação utilizada e os órgãos de saúde da cidade tracem o perfil epidemiológico. “Estamos em um período em que é comum a doença respiratória. Por isso, é importante saber com qual vírus estamos lidando”, comentou.

Atualmente, o Hospital Pediátrico testa para covid todas as crianças com sintomas gripais. Os casos que vão para o Painel Viral são daquelas que ficam internadas e alguns casos do Pronto Atendimento. A perspectiva é de que, em alguns meses, esta categoria de testagem seja ampliada para todas as crianças com sintomas gripais.

Ajuda a outros hospitais – Por meio da parceria com a UFPB, o Hospital Pediátrico está ajudando outras unidades da cidade, que pedem auxílio para identificar alguns vírus em questões pontuais. “Ainda estamos no projeto-piloto junto à universidade, mas outros hospitais já estão nos pedindo ajuda para solucionar alguns casos”, disse.

De acordo com Alexandrina Lopes, o vírus identificado em 90% dos casos é o Sincicial Respiratório, uma das principais causas de infecções das vias respiratórias e pulmões em recém-nascidos e crianças pequenas.

Sobre a Unimed JP – Com 49 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 150 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.