Expedito Pereira nega irregularidades em licitação e reclama: “Não me misturem com essas pessoas”; Berg se diz ‘tranquilo’

O ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira (PSB), negou na manhã desta quarta-feira (06), que tenha cometido irregularidades no contrato da MB Construção e serviços, que é responsável pela coleta de lixo na cidade. Ele foi denunciado juntamente com o ex-vice prefeito Luiz Antônio (PSDB) e ao prefeito afastado Berg Lima (sem partido). 

O ex-prefeito afirmou que ainda aguarda a notificação do Ministério Público, mas alegou que o contrato com a empresa MB foi realizado “dentro da lei” e que todas as licitações da gestão dele foram aprovadas pelo Tribunal de Contas.

Pereira disse que vai apresentar sua defesa assim que for notificado e que não pode ser “misturado com essas pessoas”, referindo-se aos adversários políticos Berg Lima e Luiz Antônio.

Leia Também:   Policial que estava desaparecido desde o ultimo domingo é encontrado morto na Paraíba

O caso

A acusação tem como base irregularidades encontradas no contrato com a empresa M Construção e Serviços LTDA, responsável por coletar o lixo em Bayeux. Dentre as falhas está a falta de licença ambiental da empresa para realizar os serviços.

As irregularidades começaram na gestão de Expedito Pereira, de acordo com o Ministério Público, e tiveram continuidade nas administrações de Berg e Luiz Antônio.

O Ministério Público pede a condenação de Expedito, Berg e Luiz Antônio por crime de improbidade administrativa, além de requerer a perda dos direitos políticos dos três e a devolução de R$ 11 milhões.

Leia Também:   Combustíveis para carros-fortes na Paraíba só duram até esta terça-feira

Berg Lima

A defesa do prefeito afastado, Berg Lima, disse que ainda vai analisar a documentação que foi juntada à ação e alegou que tem o prazo legal de 15 dias úteis para apresentar a resposta inicial em juízo. “O prefeito está absolutamente convicto da improcedência do pedido quanto”, disse a defesa.

Luiz Antônio 

A reportagem não conseguiu falar com a defesa do ex-vice prefeito de Bayeux, Luiz Antônio. O Polêmica está aberto para a defesa do ex-gestor.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba