DOR NO OMBRO: entenda os sintomas da capsulite adesiva

Olá! Hoje vamos voltar a falar sobre um tema muito importante sobre nossa saúde.

São frequentes os relatos de dores chatas no ombro e queixas  de que movimentos com o braço vão ficando gradualmente mais limitados. Estes podem ser sintomas da Capsulite Adesiva, condição mais conhecida como ‘ombro congelado’.

Em muitos casos, a Capsulite Adesiva se torna uma condição incapacitante por algum período, trazendo um intenso incômodo. Geralmente, apenas um dos ombros é afetado, porém em cerca de 30% dos casos, há limitação de movimento em ambos os braços. A taxa de incidência na população em geral é de 3 a 5%. As mulheres costumam ser mais afetadas com esta condição, principalmente na faixa entre os 30 e 65 anos.

Causas

O fator de risco mais comum para se desenvolver esta condição é Diabetes, especialmente a de tipo I. Cerca de 10 a 20% das pessoas com a doença, desenvolvem também a capsulite adesiva. Outros fatores de risco são hipertioreoidismo, hérnia de disco cervical, doença cardiovascular, depressão, doença de Parkinson e cirurgia torácica.

Há muitos casos em que não há um fator de risco identificado. Estes casos, em que a causa da dor é indefinida, são chamados de idiopáticos, ou capsulite adesiva primária. A hipótese mais provável é que estes casos se originem de processos inflamatórios.

Tratamento

O tratamento da doença pode ser feito com fisioterapia, analgésicos e pode demorar de 8 a 12 meses de tratamentos, mas também é possível que haja uma redução completa do quadro cerca de 2 anos após o início dos sintomas, mesmo sem nenhum tipo de tratamento.

O médico pode indicar o uso de analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides ou infiltração de esteroides para alívio da dor, mas a fisioterapia também é indicada e quando não existe nenhuma melhora do quadro pode ser indicado a realização de uma cirurgia.

É importante destacar, porém, que qualquer tratamento deve ser prescrito pelo médico, que poderá dizer se de fato se o seu caso se trata de capsulite adesiva. Portanto, procure um especialista de ombro!

Dr. Jerry Boni – RQE: 5907 / CRM: 8753 

Médico Ortopedista e Traumatologista com treinamentos no Brasil e no Exterior, na área clínica e artroscópica Cirurgica do Ombro e cotovelo.

Contato: (83) 999411630

Atendimentos:
Clinor – unidades do Centro, Bancários e Praia

Site: www.meuortopedista.com.br

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.