CASO EXPEDITO PEREIRA: família pede Justiça seis meses após assassinato do ex-prefeito

Familiares e amigos do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, realizaram um ato nesta quarta-feira (09), para pedir Justiça contra os acusados do crime, seis meses após a morte do político. A manifestação ocorreu em frente ao prédio onde funcionava a clínica do médico.

Expedito Pereira foi morto na Avenida Sapé, no bairro de Manaíra, em João Pessoa, na manhã do dia 09 de dezembro de 2020. O sobrinho dele, Ricardo Pereira, é apontado como mandante da morte do tio. Ele teria contratado outras duas pessoas para executar o crime.

“O evento ressoou a insatisfação, a dor e a revolta do povo, da família e dos amigos por Justiça”, disse Pedro Pereira, filho de Expedito.

A primeira audiência de instrução do caso ocorre nesta quinta-feira (10), às 8h. Um segundo ato deve ocorrer, em frente ao Fórum Criminal de João Pessoa, de forma silenciosa, com faixas e cartazes.