Bruno Roberto confirma intenção de disputar o Senado em 2022: ‘representar a política de resultados’

O empresário Bruno Roberto (PL), filho do deputado federal Wellington Roberto, confirmou o desejo de disputar o Senado nas eleições de 2022. Ele foi entrevistado pela reportagem do Polêmica Paraíba, nesta quinta-feira (04), ocasião em que destacou o desempenho do partido no último pleito municipal e detalhou as razões para colocar o nome na disputa. No próximo ano, os eleitores devem renovar uma das vagas da Paraíba no Senado.

Segundo Bruno Roberto, o resultado das urnas em 2020, tanto no cenário nacional quanto municipal, levam o PL a almejar também mais espaços no legislativo federal, inclusive no Senado. A legenda elegeu gestores em 22 prefeituras do estado, com o apoio seu pai, e do irmão, Caio Roberto, que é deputado estadual.

Bruno Roberto foi candidato a vice-governador na chapa de José Maranhão (MDB) em 2018 e e confirmou que já constrói as bases para um novo desafio eleitoral, que é assumir a vaga deixada pelo aliado político, falecido após ser vítima das complicações da Covid-19. “O PL é um partido de resultados, no sentido de levar transformações sociais nos municípios onde ele tem atuação política. Basta consultar esses prefeitos, que são apoiados pelas ações do deputado Wellington”, destacou.

O trabalho do pai, segundo Bruno Roberto, é uma vitrine que ele pretende apresentar em 2022 e que deseja levar para o Senado. Bruno atualmente é assessor da Presidência do Banco do Nordeste e já exerceu o cargo de secretário de estado da juventude. Ele destaca a experiência familiar como passaporte para a disputa.

“Não estou dizendo que não fizemos nossa obrigação, mas houve outros que não fizeram esse básico. Quando outros estavam lá, exercendo a função, não fizeram, e é importante clarificarmos isso. Nós não fizemos mais do que nossa obrigação, mas é preciso fazer a comparação e ver se os outros fizeram a mesma obrigação. E é partir desse leque de resultados que a gente pretende edificar uma candidatura ao Senado”, acrescentou.

Propostas e críticas aos atuais senadores

Bruno Roberto faz críticas à atuação dos atuais senadores do estado, que segundo ele não se aprofundam em problemas graves enfrentados pelo país, a exemplo do déficit fiscal. “Discutir política macroeconômica, reformas estruturantes, política de formação profissional. Como vamos sair desse cenário de crime e retomar o crescimento econômico com responsabilidade? São esses temas que precisam ser pautados e levados ao conhecimento da população, para elas que tenham um norte”, disse em relação ao que pretende apresentar na campanha do próximo ano.

Disputa pelo Governo da Paraíba

Por estar num partido que segundo ele representa ‘independência’ em relação à administração estadual e municipais, Bruno Roberto prefere não adiantar com qual nome deverá se coligar no próximo ano, mas vê com naturalidade a disputa pela reeleição do governador João Azevêdo (Cidadania). O ex-parlamentar também não descarta que pode compor uma chapa da oposição.

A definição, segundo Bruno Roberto, será baseada em ‘resultados, no interesse público’, em ‘indicadores sociais’ e na ‘expectativa da população’. Até lá, a parceria ocorrerá na seara administrativa. “Se o governador solicitar uma ajuda dos nossos representantes, imediatamente estaremos disponíveis para concretizar ações estratégicas para o estado, assim como ocorreu quando o prefeito Cícero Lucena  solicitou uma ajuda do deputado Wellington Roberto recursos que ele julgava essenciais para João Pessoa. E foi feito, em que pese não temos apoiado ele no pleito municipal. Diante do cenário duvidoso, não vamos nos adiantar agora se temos predileção por A, por B ou por X”, observou.

Outros nomes

Além de Bruno Roberto, já anunciou disposição para a disputa de 2022 foi o atual deputado federal Efraim Filho (DEM). Também é lembrado o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), irmão da atual senadora, Daniella Ribeiro. Outros nomes devem entrar na discussão e intensificar o debate até o próximo ano.