Vereadores da Câmara de Bayeux aprovam, por unanimidade, voto de aplauso a paraibana vencedora do BBB, Juliette Freire

Os vereadores da Câmara Municipal de Bayeux aprovaram, por unanimidade, durante sessão ordinária desta terça-feira (11), Voto de Aplauso à paraibana vencedora do Big Brother Brasil, Juliette Freire. Também foram aprovados outros seis requerimentos e apresentadas pautas acerca de melhorias na infraestrutura e na saúde do município.

De acordo com o vereador Betinho da RS, autor do Requerimento nº 293/2021, que solicita o Voto de Aplauso, Juliette merece a homenagem porque ela foi uma das únicas paraibanas a se expor para levar o nome da Paraíba, suas cidades, culinária e pontos turísticos para todo o país. “Ela colocou o nome de Bayeux em ascensão nacional e isso é maravilhoso”, ressaltou.

Já entre os outros requerimentos também aprovados por unanimidade está o de autoria de Adjair da Saúde, que requer o aumento das fiscalizações nos Postos de Saúde da Família (PSFs), além do que solicita a instalação de lombadas e sinalização na Rua Chico Mendes, calçamento da rua Nova Liberdade e o calçamento da rua Natividade, no Comercial Norte.

Solicitações verbais

Os parlamentares usaram de seus tempos na tribuna para fazer diversas solicitações. Cal do Sesi voltou a pedir atenção para as ambulâncias do município que se encontram sem equipamentos. Já Hermersson Caminhoneiro apresentou um requerimento solicitando cópia de extratos de todos os contratos relacionados à Covid-19 para conferência e uma maior transparência.

O vereador Luciano do Impacto Som apresentou Requerimento Verbal solicitando a restauração dos redutores de velocidade em todo o município de Bayeux. Segundo o parlamentar, a falta de redutores em bom funcionamento estaria causando diversos acidentes na cidade, muitos classificados como graves.

A vereadora França expôs a indicação para que haja o fornecimento de absorventes higiênicos às mulheres em situação de vulnerabilidade social e estado de extrema pobreza a ser entregues pelas Unidades Básicas de Saúde e, posteriormente, nas escolas. “Muitas mulheres em seu período menstrual chegam a usar jornais e até papelão, o que pode causar infecções. A falta deste produto atinge diretamente a dignidade humana, direito básico à sociedade”, explicou.

Fonte: blogdoandersonsoares.com.br