Secretaria Municipal de Saúde realiza treinamento sobre prevenção do sarampo com profissionais da enfermagem de Bayeux

Enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuam nas unidades básicas de saúde e na UPA de Bayeux participaram de um treinamento sobre a prevenção de sarampo. A capacitação teve como objetivo discutir os sintomas e notificações, além de orientar quanto a caderneta de vacinação. Cerca de 30 profissionais participaram do evento.

Integrantes da Secretaria de Saúde de Bayeux explanaram sobre a doença pontuando questões importantes de alerta aos profissionais que estão no dia a dia em atendimento à população do município.

Para o prefeito Berg Lima, a capacitação é uma forma de atualizar os profissionais da saúde e reforçar a importância das notificações de casos suspeitos de sarampo. “O grande objetivo é que os profissionais sirvam como multiplicadores da informação para as unidades de saúde, com informações relativas aos sinais, sintomas e ações de bloqueio contra o sarampo, já que é um momento que a doença está em evidência”, disse.

O gestor ainda comentou que não houve registro de sarampo em Bayeux, mas a Prefeitura está em alerta. “A Secretaria de Saúde está em constante observação para barrar que a doença chegue ao município. Estamos fazendo campanha e informando que a melhor forma de barrar é se vacinando”, explicou Berg Lima.

Doença – O sarampo é uma doença viral, infecciosa, grave, extremamente contagiosa e comum na infância. A doença geralmente é acompanhada por febre, manchas vermelhas no corpo, tosse, coriza e conjuntivite, independente de idade. A transmissão pode acontecer de quatro a seis dias antes o surgimento das manchas e quatro dias após o aparecimento dos sintomas.

Vacinação – A primeira dose da vacina Tríplice Viral (sarampo, rubéola e caxumba) deve ser aplicada em crianças a partir de 12 meses. Entre 15 e 23 meses a criança deve receber a vacina Tetra Viral, que corresponde a 2ª dose do sarampo, rubéola, caxumba e dose única de varicela. Pessoas até 49 anos que nunca foram vacinadas ou estão sem a comprovação das doses anteriores devem comparecer a um dos postos de saúde para uma avaliação sobre a necessidade da aplicação da vacina e terão uma caderneta atualizada. Profissionais da saúde devem ter duas doses da Tríplice Viral, independentemente da idade.

 

Fonte: Coordecom Prefeitura de Bayeux

Créditos Foto: Coordecom

Comentários

Loading Facebook Comments ...