Roda-viva: Moro fala da ‘Lava-jato’, responde críticas e pede que brasileiros adotem postura correta

O juiz Sérgio Moro concedeu uma entrevista histórica, na noite desta segunda-feira, a jornalistas do programa Roda Viva, da TV Cultura. O magistrado respondeu questões polêmicas relacionadas à Operação Lava-Jato, corrupção e política. A entrevista dominou os trend topics mundiais e marcou a despedida do jornalista Augusto Nunes do programa.

Moro começou a entrevista defendendo enfaticamente a prisão em segunda instância. De acordo com o juiz, o entendimento que o STF adotou em 2016, que permite a execução provisória da pena antes do trânsito em julgado, compensa a lentidão do trâmite processual. “Seria ótimo esperar o julgamento final, mas aliada a essa exigência, com nosso sistema processual extremamente generoso a recursos, acaba representando um desastre para a efetividade do processo final e aí tem os processos sem fim”, explicou.

O juiz respondeu como reage ao ser ovacionado por multidões e chamado de golpista por outros grupos.  Ele destacou a importância do apoio recebido, disse que as pessoas tendem a politizar a Lava-Jato, mas que futuramente vão analisar os fatos sem a perspectiva ideológica. “As pessoas com o tempo vão poder analisar estes fatos de uma maneira mais objetiva e um pouco mais distante do presente e vão compreender o que foi feito”, acreditou.

O Supremo Tribunal Federal também foi pauta das perguntas. Sérgio Moro defendeu o trabalho da corte, mas disse que o tribunal não está preparado para julgar os processos com mais celeridade. “O Supremo não é preparado, por melhores que sejam os seus ministros, para julgar os recursos”, defendeu.

Indagado sobre como enxergava os protestos em defesa das investigações, Moro ressaltou a importância deles no processo, mas disse que também existem outras maneiras de ajudar o país, como participar do debate político e escolher bons candidatos: “É importante também que as pessoas adotem uma postura ética na sua vida cotidiana”, ressaltou.

Leia Também:   Blog nacional confirma filiação de Pedro Cunha Lima no PPS nesta terça-feira
Temas duros para o juiz também foram colocados na roda. Perguntado sobre as denúncas de que ele recebe auxílio moradia mesmo tendo casa em Curitiba, o juiz defendeu que a imprensa tenha um outro olhar sobre o assunto, enfatizando a falta de reajuste dos salários dos juízes. Ele ponderou, no entanto, que “Falar de salário de juiz é sempre antipático, porque nós estamos em um país bastante desigual”, reconheceu.

A entrevista dominou os trend topics brasileiros e mundiais durante toda a entrevista com o juiz. No Youtube, 130.000 pessoas chegaram a assistir ao mesmo tempo o programa. No Facebook da TV Cultura, mais de 320.000 visualizações foram registradas.

A entrevista com Sérgio Moro marcou também a despedida do jornalista Augusto Nunes do comando do Roda Viva. “Não poderia haver para mim uma despedida mais honrosa”, disse o jornalista ao encerrar o programa.

Para assistir ao programa na íntegra, clique aqui.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Felipe Nunes

Comentários

Loading Facebook Comments ...