Prefeito de João Pessoa defende reduzir intervalo de vacinas de professores para retomar aulas

O prefeito de João Pessoa quer reduzir o intervalo de vacinas contra a Covid-19 para os professores, com o objetivo de retomar as aulas presencial no sistema público de ensino com os profissionais com imunização completa. Cícero Lucena (PP) afirmou que está discutindo com a Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) para antecipar a segunda dose desse público.

A vacinação dos professores começou no dia 16 de maio, para os profissionais de creches, pré-escola e ensino fundamental, avançando, depois, para profissionais do ensino médio e ensino superior.

Até esta sexta-feira (9), 16.853 profissionais do ensino básico foram imunizados com a primeira dose, em João Pessoa, e 4.007 do ensino superior. Juntando os dois grupos, três pessoas tomaram a segunda dose. Além dos imunizados com vacinas que necessitam de uma segunda dose para complementação, 189 profissionais da educação da capital foram imunizados com a dose única da Janssen.

A discussão de reduzir o intervalo entre as doses da vacina já acontece em outras cidades, que decidiram pela redução do intervalo da vacina AstraZeneca para proteger a população contra a variante delta do coronavírus.

O que acontece é que, segundo o Ministério da Saúde, foi escolhido o maior prazo previsto nas bulas das vacinas para aumentar o total de pessoas vacinadas com ao menos uma dose. No caso da AstraZeneca, há uma proteção parcial de 76% já 21 dias após a primeira aplicação.

Fonte: G1