POSSE NA ALPB: Jane Panta diz que não vai julgar vereadores presos em operação

A suplente de deputada estadual Jane Panta (Progressistas) assumiu, nesta terça-feira (5), a titularidade do mandato deixado pela cajazeirense Paula Francinete (em licença médica), também do Progressistas, com a promessa de defender os interesses da cidade de Santa Rita, seu reduto eleitoral.

“Eu sou partidária e sigo o que for melhor para minha cidade e o meu estado”, pregou.

Esposa do prefeito de Santa Rita, Emerson Panta (PSDB), Jane foi inevitavelmente questionada sobre a prisão de onze vereadores na sua cidade, na madrugada de hoje, após retornarem de uma viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul. Eles são acusados de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para turística cidade gaúcha com dinheiro público. A parlamentar disse que não fará pré-julgamento.

“Não sou eu que vou julgar. Primeiro é saber se existia esse curso, não cabe a mim achar estranhíssimo ou não, até porque à Câmara é independente. Meu marido responde pelo município de Santa Rita, pela gestão da Prefeitura”, afirmou.

“[Recebi] com muita tristeza. Fomos surpreendidos, mas vamos deixar a justiça trabalhar e que seja apurado. Acho que isso para Santa Rita é ruim. A cidade vinha a três anos se reerguendo, sem nenhuma matéria negativa, pelo contrário, só matérias positivas. Santa Rita está sendo reconstruída, mas eu acredito na justiça”, endossou.

 

Fonte: Mais PB

Créditos Foto:  Maurílio Júnior/MaisPB