Polícia prende suspeito de estuprar e engravidar filha, em João Pessoa

Foi preso nesta quinta-feira (05) o suspeito de engravidar a filha após uma série de abusos na infância da criança. Para justificar o abuso, o homem dizia à garota que ela lembrava muito a mãe, que morreu em um acidente de carro, quando a vítima tinha 10 anos.

Ao Portal MaisPB, a delegada responsável pela prisão, Amin Oliveira, relatou que os abusos sexuais começaram quando a esposa do suspeito e mãe da menina morreu. Mais velha entre os irmãos, a garota passou a ser responsável por eles e a ser estuprada constantemente pelo genitor.

“Ele filmava tudo no celular”, conta a delegada. Apesar das gravações serem feitas pelo suspeito, a Polícia Civil não teve acesso às imagens, já que o homem se desfez do aparelho antes que o pedido de busca e apreensão fosse deferido pela Justiça. Hoje ele nega o crime.

Começados aos 10 anos, os estupros só pararam aos 15, quando a adolescente engravidou do próprio pai. O homem ainda tentou fazer com que a filha abortasse, e quando ela negou o pedido, ele se afastou. A prova dos abusos pode vir à tona após o resultado do exame de DNA.

A família da mãe também desconfiou que a menina pudesse estar sendo estuprada e tirou ela do convívio do suspeito.

Alberto Vargônio Nóbrega da Silva, de 36 anos, foi preso na Delegacia Especializada de Apoio à Mulher de João Pessoa (Deam-JP), quando foi prestar esclarecimentos. Contra ele havia um mandado de prisão por estupro.

Atualmente, a vítima tem 18 anos e não tem mais contato com Alberto. Só em julho do ano passado teve coragem de denunciá-lo e desde então, o inquérito está em andamento e prestes a ser finalizado. A delegada acredita que ele será indiciado por estupro e estupro de vulnerável. O fato de ser pai da menina será um agravante levado em conta.

 

Fonte: Mais PB

Créditos: Reprodução

Comentários

Loading Facebook Comments ...