Nadja Palitot confirma pré-candidatura à prefeitura de Bayeux

A advogada Nadja Palitot confirmou, em entrevista ao Programa Arapuan Verdade, sua pré-candidatura à prefeitura de Bayeux nas eleições municipais do ano que vem.

Ao confirmar que disputará o cargo de prefeita, a ex-deputada relembrou sua trajetória pessoal, profissional e política no município. 

“É uma coisa bem emblemática, foi a cidade que me acolheu quando eu iniciei minha carreira de advogada, foi lá que eu fiz meus primeiros juris e depois fiz muita participação política na cidade.  Então lá eu também apoiei vários candidatos a prefeito, apoiei Jota Júnior na eleição e na reeleição, Sara que é esposa de Domiciano, que tinha sido vereador comigo, nós éramos muito amigos e ainda hoje somos, enfim. Isso me fez cada vez mais participar das coisas da cidade construir amizades com pessoas, lideranças, associações, ONGS, com os movimentos sociais da cidade, é uma cidade extremamente efervescente nesse sentido, e por fim, eu me senti convocada na medida em que Bayeux está uma cidade em padecimento, há um sofrimento muito grande, a autoestima da cidade está destruída, há um esquartejamento de tudo que se possa imaginar, os direitos da cidadania todos aviltados. Então, eu me senti convocada por tudo que a cidade sempre fez por mim, pelas votações que eu sempre tive lá. Então eu entendo que era o momento da gratidão, era o momento de fazer alguma coisa”, disse Nadja.  

Ao falar sobre a atual situação do município, Nadja ressaltou que procurou conhecer em profundidade os problemas enfrentados pela população. A pré-candidata ainda afirmou que a principal questão dos problemas no município é a corrupção.

“Primeiramente a corrupção, não é exagero se dizer, mas existe realmente uma corrupção sistêmica e endêmica. Isso é uma coisa muito cruel porque entrava o desenvolvimento da cidade, nega os direitos da cidadania. A cidade enfrenta problemas que é inconcebível no século XXI, por exemplo, a cidade tem 6% apenas de saneamento básico. Isso é um crime, um crime sem proporções porque é uma cidade com mais de 100 mil habitantes”, destacou Nadja Palitot. 

 

Mais Bayeux 

Créditos Foto: Divulgação