Na Arapuan FM, Carlos Siqueira revela ligação de Gleisi Hoffmann e cita ‘saída iminente’ de Ricardo do PSB

O presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, disse nesta terça-feira (03), durante entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, ter recebido ligação da presidente do Partido dos Trabalhos (PT), Gleisi Hoffmann, sobre uma possível filiação do ex-governador Ricardo Coutinho ao partido.

“Parece iminente a saída dele, porque ontem a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, me ligou e consultou se haveria algum problema a saída dele do PSB. Então é porque evidentemente deve haver uma solicitação de filiação”, confirmou Carlos Siqueira.

Em entrevista ao repórter Felipe Nunes, ele apontou que a decisão é pessoal do ex-governador e que não colocará empecilhos, mas alegou que não haveria motivos para saída do socialista.  “Vamos em frente, se ele deseja sair, que saia. A única coisa que ele não pode alegar é que houve um único motivo sequer para isso, não existe”, afirmou.

Em tom de descontentamento, Siqueira elencou uma série de medidas que foram tomadas pelo PSB para contemplar Ricardo, e que não teriam sido reconhecidas por ele.

“Quando Ricardo saiu do governo [em 2018], eu tinha sobre a minha mesa cinco candidatos à presidência da Fundação João Mangabeira e ele reivindicou. Eu tive que convencer os cinco, entre eles dois ex-governadores, e o nomeamos para a presidência. Depois ele brigou com o governador João Azevêdo, nós ficamos do lado dele. Brigou com o senador [Veneziano], nós ficamos do lado dele. E agora não posso brigar e nem quero perder o presidente estadual [Gervásio Maia], que também foi solidário a ele permanentemente por causa dele. Por último ele resolveu de última hora ser candidato à Prefeitura de João Pessoa, candidatura sabidamente que não tinha sucesso e foi gasto mais de um milhão de reais em sua campanha. Então, qual seria o motivo?”, questionou.