‘MATARAM SÓ UM DO OUTRO LADO’: jornalista da CNN é criticada por fala sobre operação no RJ e dá explicações; VEJA VÍDEO

A jornalista Daniela Lima, da CNN, foi bastante critica após comentário sobre a operação policial no Jacarezinho, no Rio de Janeiro, que terminou com 29 mortos na última quinta-feira (6). O comentário da jornalista ocorreu nesta sexta-feira (07), no CNN 360°, e gerou reação de internautas, alguns influentes nas redes sociais, que não gostaram do posicionamento dela.

O jornalista fez o seguinte comentário: “Uma operação policial que chega em um lugar para prender 21 pessoas, prende seis e deixa 25 mortos, precisa ser olhada de perto. Conseguiu o feito macabro de ser a mais letal da história do Rio. Moradores do Jacarezinho, onde aconteceu essa ação desastrada, para dizer o mínimo, trágica, da polícia foram a um protesto”, disse.

Em seguida, ao dialogar com a colega Raquel Amorim, Daniela emendou:  “Raquel, 25 mortos e um policial. O discurso da polícia e que estava todo mundo fortemente armado. Aparentemente, estavam muito armados, mas não sabiam atirar. Eram 24 armados e mataram só um do outro lado, morreram todos esses”, acrescentou.

O comentário viralizou e repercutiu negativamente. O jogador Neymar foi um dos que criticaram a jornalista. “Parece piada mesmo, só pode”, disparou. “Já sugeri que essa sujeita vá morar no Jacarezinho, já que ela acha pouco só um policial morto. Absurdo, inadmissível, imoral”, opinou Antônia Fontenelle.

Explicações

Após as repercussões, a jornalista foi ao Twitter e disse que não queria que nenhuma morte tivesse ocorrido na operação. Ela disse que a crítica se refere à ‘ineficácia’ da ação policial, que tinha como objetivo inicial prender pessoas e não matar.

“O que tem que prender 21, deixa quase 30 mortos e prende seis, não pode ser considerada eficaz. Obviamente estou questionando a tese de confronto, como também fez o STF. Eu, ao contrário de alguns, não queria ninguém morto”, escreveu ela hoje, no Twitter.

 
Fonte: Polêmica PB