Defesa de Berg Lima e presidente da Câmara se pronunciam sobre pedido de cassação

O advogado de defesa do prefeito Berg Lima, Inácio Queiroz, afirmou que as denúncias que embasaram mais um pedido de cassação do gestor são “pífias e infundadas”. Na manhã desta terça (19), a Câmara acatou o pedido apresentado por Astero Santos, uma liderança política da cidade. 

“Recebemos com tranquilidade, resta comprovado que alguns vereadores da Câmara de Bayeux – PB, não exercem a celebre função do legislativo mirim, a atuação é unicamente voltada para tentar cassar o Prefeito, com denuncias pífias e infundadas, percebam que nesta oportunidade a denuncia tem por fundamento o fato de a empresa de lixo não ter pago a seus funcionários, mesmo a Prefeitura de Bayeux tendo pego rigorosamente em dia o contrato. O povo de Bayeux já não suporta essa perseguição, o Prefeito vem transformando Bayeux em canteiro de obras, ruas calçadas, hospitais em pleno funcionamento, salários em dia, a 6 cidade mais transparente do Estado, licitações transmitidas ao vivo etc. Diante disso, temos a intima convicção da absolvição do Prefeito Berg Lima. Se querem tirar Berg da Prefeitura, tirem de forma democrática, vão às urnas, mas, não se utilizem de jogo baixo e subterfúgios”, afirmou Inácio Queiroz. 

Quem também se pronunciou sobre o pedido de cassação foi o presidente da Câmara Municipal, Jefferson Kita. Para Kita, a Câmara cumpriu sua função institucional de analisar a denúncia apresentada. 

“A casa cumpre seu papel institucional e a denúncia foi apresentada por uma liderança política e ativista da cidade, Astero Santos. A denúncia está documentada e cabe a prefeitura responder ao processo.”

Votaram a favor do pedido de cassação o presidente da Câmara Jefferson Kita, Noquinha, Luciene de Fofinho, Josauro, Inaldo, Netinho, Zé Baixinho, Lico, Roni Alencar e Betinho.

Dedeta, Franci, Adriano do Táxi, Adriano Martins, Guedes, Rubens e Orelha se abstiveram.

A Comissão Processante tem o prazo de até 90 dias para apresentar o parecer final.  Ela será presidida pelo vereador Roni, Cabo Rubem é o relator e Guedes da informática é membro. 

 

Mais Bayeux