COVID-19: entenda as diferenças entre testes rápidos e o PCR – por Jerry Boni

Olá, bom dia!

A pandemia do novo coronavírus continua se alastrando pelo Brasil. As estatísticas deixaram de ser números e agora são também nomes de amigos, parentes e pessoas queridas. A nossa preocupação aumenta, inclusive para entender as melhores formas de diagnóstico.

Diante de tantas dúvidas, hoje vou falar sobre as diferenças entre os testes disponíveis para detectar a Covid-19, que é a doença provocada pelo novo coronavírus. 

Quero compartilhar com vocês uma introdução da Anvisa que explica, sem mais delongas, essas diferenças. Concluo em seguida.

1) O que são testes para Covid-19? Que tipo de amostra é usada nos
testes?

Os testes para Covid-19 são produtos para diagnóstico de uso in vitro, e podem identificar:

a) anticorpos, ou seja, uma resposta do organismo quando este teve contato com o vírus,
recentemente (IgM) ou previamente (IgG); ou

b) material genético (RNA) ou “partes” (antígenos) do vírus (RT-PCR).

Existem os testes que usam sangue, soro ou plasma e os outros que precisam de amostras de
secreções coletadas das vias respiratórias, como nasofaringe (nariz) e orofaringe (garganta).

2)  que são testes rápidos (IgM/IgG)?

Esse termo vem sendo usado popularmente para os testes imunocromatográficos. No caso dos testes rápidos para o novo coronavírus, são dispositivos de uso profissional, manuais, de fácil execução, que não necessitam de outros equipamentos de apoio, como os que são usados em laboratórios, e que conseguem dar resultados entre 10 e 30 minutos. Testes rápidos (IgM/IgG) podem auxiliar o mapeamento da população “imunizada” (que já teve o vírus ou foi exposta a ele), mas NÃO têm função de diagnóstico.

3)  O que são testes RT- PCR?

RT-PCR (Reverse Transcription – Polymerase Chain Reaction) é um teste de Reação em Cadeia da Polimerase com Transcrição Reversa em tempo real que verifica a presença de material genético do vírus, confirmando que a pessoa se encontra com Covid-19. Os testes de RT-PCR (padrão ouro) e de antígenos têm função diagnóstica, sendo o teste definitivo segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)

Diante dessas informações, você então já está ciente sobre as diferenças entre cada teste. Quem vai dizer, portanto, qual desses testes você necessita e quando necessita, são os profissionais de saúde. 

Por fim, vale destacar que o sintoma mais preocupante da Covid-19 é a falta de ar. Em qualquer sinal deste sintoma, procure uma unidade de saúde mais próxima de sua casa. Vamos respeitar as orientações das autoridades de saúde. Em breve, juntos, venceremos esta guerra!

Dr. Jerry Boni – RQE: 5907 / CRM: 8753 

Médico Ortopedista e Traumatologista com treinamentos no Brasil e no Exterior, na área clínica e artroscópica Cirurgica do Ombro e cotovelo.

Contato: (83) 999411630

Atendimentos:
Clinor – unidades do Centro, Bancários e Praia

Site: www.meuortopedista.com.br