CCJ da Câmara de João Pessoa aprova projeto que limita participação de transsexuais em competições esportivas

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Vereadores de João Pessoa aprovou, na manhã desta segunda-feira (16), um Projeto de Lei que proíbe que transexuais participem de competições em equipes que correspondam ao sexo oposto ao de seu nascimento.

A matéria de autoria da vereadora Eliza Virgínia (Progressista) contou com três votos favoráveis e dois contrários. Votaram pela aprovação da constitucionalidade da lei os vereadores Dinho (PMN), Professor Gabriel (PSD) e Milanez Neto (PTB).

Já Bruno Farias (PPS) e Thiago Lucena (PMN) se posicionaram contra. Léo Bezerra (PSB) se absteve da votação. Antes de chegar em Plenário, a proposta ainda passará pelas Comissões dos Direitos Humanos e Políticas Públicas.

Eliza defendeu a lei e considerou, por exemplo, que as mulheres estariam em desvantagem ao competir com uma transexual.

“Nós sabemos que mulheres trans nasceram homens e cresceram homens. Tiveram testosteronas e têm coração e pulmão e arrancadas maiores que mulheres. Tivemos que lutar muito para chegarmos aonde chegamos mas agora temos um problema porque estamos sendo ameaçadas por mulheres trans que querem ocupar o nosso lugar. Elas não têm filhos, não têm TPM, menstruação, cólicas e não passam nove meses grávidas e depois ter que alimentar seus filhos. Em uma competição, claro que vão ultrapassar a gente”, argumentou Virgínia.

A parlamentar ainda provocou as feministas e pediu para que elas defendam seu projeto que, segundo ela, beneficiam as mulheres.

“Cadê as feministas nesse assunto. A gente não vê. Será que elas lutam pelas mulheres de verdade. Precisamos do apoio de vocês feministas e de toda mulherada para que a gente consiga aprovar isso em plenário”, cobrou.

 

Fonte: Mais PB

Créditos: Reprodução/Mais PB

Comentários

Loading Facebook Comments ...