BAYEUX: morre defensor público José Belarmino, aos 67 anos, vítima de Covid-19

Morreu nesta quarta-feira (13), o advogado José Belarmino Sousa, aos 67 anos de idade, vítima da Covid-19. Ele atuava como defensor público da Vara da Família em Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa.

Deficiente visual, o advogado era conhecido pelo desempenho na função que exercia na cidade. Ele deixa mulher, filhos e netos.

De acordo com irmãos de Belarmino, antes do óbito ele presentou sintomas como gripe e vômito, mas o quadro agravou-se em seguida. Ele testou positivo para Covid-19, mas também tinha comorbidades, a exemplo de diabates.

“Cego de nascimento, mas uma das pessoas com uma visão fantástica. Uma pessoa alegre, bem humorada, brincalhona. Mas a vida dá e a morte tira. Vai com Deus meu irmão que tanto amo”,  escreveu nas redes sociais um dos seus irmãos, Belarmino Mariano Neto.

“Foi uma morte rápida. Só peço a todos, fiquem em casa”, escreveu outra irmã do advogado, Joana Belarmino de Sousa, que é professora universitária.

Por meio de nota, a Defensoria Pública da Paraíba lamentou a morte de Belarmino de Souza.” Deficiente visual, Belarmino nunca permitiu que a deficiência o limitasse no exercício da atividade profissional. “Vocacionado, dedicou 37 anos à assistência jurídica gratuita, na defesa dos mais humildes, e tornou-se uma referência na cidade de Bayeux”, diz o texto. (Leia abaixo).

A Defensoria Pública do Estado da Paraíba lamenta profundamente o falecimento do Defensor Público José Belarmino de Souza, titular da 1ª Vara Mista de Bayeux. Deficiente visual, Belarmino nunca permitiu que a deficiência o limitasse no exercício da atividade profissional. Vocacionado, dedicou 37 anos à assistência jurídica gratuita, na defesa dos mais humildes, e tornou-se uma referência na cidade de Bayeux.

José Belarmino tinha 66 anos e era diabético. De acordo com familiares, morreu vítima da Covid-19. Ele deixa mulher, filhos e netos.

Em nome de todos os membros e servidores da Instituição, prestamos condolências aos familiares e amigos, na certeza de que a fé lhes trará o conforto necessário neste momento de perda.

Ricardo José Costa Souza Barros
Defensor Público-Geral da Paraíba

Mais Bayeux